Seguidores

terça-feira, 8 de maio de 2012

Moção de repúdio ao prefeito Salomão Gurgel Pinheiro

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Janduís-SINDISERJ, entidade representativa de classe, vem a público repudiar o ato antidemocrático do Prefeito deste município, Salomão Gurgel Pinheiro, o qual de forma autoritária e insensível exonerou a servidora pública do Ensino Infantil Aline Dantas Nogueira, lotada na escola, Jardim Escola Municipal Tia Alice, a qual ainda encontrava-se em estágio probatório. 

 A servidora supracitada no exercício da docência neste município adquiriu sérios problemas de saúde nas cordas vocais necessitando de submeter-se a tratamento médico. Para isto fez requerimento solicitando readaptação de função para realização do tratamento que se fazia urgente e aguardava deferimento lecionando, mesmo mediante suas impossibilidades físicas.E o Prefeito Salomão Gurgel demonstrando não ter nenhum respeito pelas leis que garantem o direito dos trabalhadores à saúde e à vida, exonerou a servidora sumariamente sem nenhuma razão de ordem legal ou administrativa.

 Neste sentido, o SINDISERJ acionará o Ministério Público e garantirá todo o apoio jurídico a servidora Aline Dantas Nogueira, exonerada injustamente, para que seus direitos sejam respeitados e garantidos pela ordem jurídica vigente.(SINDISERJ)

3 comentários:

  1. Que coisa perigosa, gente, essa situação daí. Coloquemo-nos no lugar dessa professora. Pode acontecer com qualquer pessoa. È a volta do cornelismo mesmo, só que sem o chicote, pior ainda, com a caneta, a caneta da vergonha, da humilhação. Meu povo; isso precisa de um fim, de um basta. Os nossos direitos básicos estão sendo atropelados às claras. O MP precisa tomar pé da situação e dar uma canetada também como punição. E nós; nós responderemos , nnós reagiremos sim,~e não vai demorar. Será que perderam a noção de valores humanos , fraternoos,, mesmo legais. Essa merreca de salário que ganhamos, mesmo pouca, é o que nos garante o alimento em nossa mesa. Não tenho lembrança de já ter visto isso na história política de Janduís , pelo menos com prefeitos esclarecidos , não.
    Toda a comunidade precisa tomar conhecimento disso: vereadores, sindicatos, escolas, servidores; quem sabe não ficam envergonhados e chamam a professora de volta ao trabalho. Janduís está fazendo uma absurda regressão de cidade de Janduís à SENZALA DE JANDUÍS. È claro, quem nós sabemos muito bem quem açoita, quem é o capitão do mato e quem é açoitado. Esses pa´péis estão bem definidos. Mas essa novela já passou na Globo ; acabou e repetiu. Na senzala de Janduís também é assim, já tinha acontecido, repetiu, mas tá com os dias contados.

    ResponderExcluir
  2. infelismente caros colegas e amigos que leem este blog ,a realidade é essa. Os professores de Janduis vivem sob torturas e ameaças embutidas em um discurso falso e demagogo por parte do doutor coronel Salomao Gurgel.

    ResponderExcluir
  3. Aline Dantas Nogueira1 de julho de 2012 15:19

    Caros colegas do SINDISERJ, gostaria de agradecer a manifestação em solidariedade a minha causa. Atualmente já me encontro REINTEGRADA ao cargo de Educadora Infantil na Creche Tia Alice por medidas judiciais. Satisfeitíssima em saber que pude contar com a justiça, pois nunca duvidei que minha exoneração tivesse sido arbitrária. Nesse momento aguardo a finalização dos trâmites legais para que seja DEFINITIAVAMENTE resolvida minha situação.Volto a postar nessa página brevemente com ótimas notícias, com a graça de Deus. Pois o que consegui com meu esforço e estudo só quem a de tirar é o poder do Sr. Jesus e mais ninguém!!! Obrigada a todos. Aline Dantas Nogueira.

    ResponderExcluir